Personalizados
Personalizados
maragogi propagandas
NCN
PROPAGANDA NALDO

Apoiadores de Bolsonaro realizam ato em Maceió em defesa do voto impresso

Por Naldo Cerqueira em 01/08/2021 às 12:44:39
Manifestação começou no Corredor Vera Arruda, na Jatiúca, e seguiu pela avenida da orla até a Ponta Verde. Ato em defesa do voto impresso ocupa a Av. Álvaro Otacílio, em Maceió

Apoiadores do presidente Bolsonaro (sem partido) realizaram um ato na orla de Maceió em defesa do voto impresso na manhã deste domingo (1).

A concentração aconteceu no Corredor Vera Arruda, na Jatiúca. Por volta das 10h30, os manifestantes a pé, em motos e carros saíram pela Avenida Álvaro Otacílio, na Jatiúca, com destino à Praça Gogó da Ema, na Ponta Verde.

Muitos manifestantes não respeitavam o distanciamento necessário para evitar o contágio pela Covid e alguns não usavam máscara de proteção, item obrigatório por lei estadual em espaços públicos.

Agitando bandeiras do Brasil e acompanhados por um trio elétrico, eles gritavam frases cobrando voto impresso nas próximas eleições, alegando risco de fraudes no modelo atual das urnas eletrônicas.

É #FAKE que software das urnas eleitorais pode ser manipulado por estrangeiros que detêm o código dos equipamentos

É #FAKE que vídeo prove que é possível fraudar urna eletrônica

Manifestantes em ato a favor do presidente Bolsonaro e do voto impresso na orla de Maceió

G1

O trânsito ficou congestionado na região. Enquanto o grupo seguia em passeata e carreata, os manifestantes se revezavam ao microfone em três trios elétricos gritando palavras de ordem.

Coronel da PM discursa em trio na manifestação

Em um dos trios elétricos estava o coronel Do Valle, da Polícia Militar de Alagoas, atualmente no cargo de ajudante-geral do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Sem farda e enrolado em uma bandeira do Brasil, ele questionava ao microfone a legitimidade das eleições realizadas com a urna eletrônica e defendia um novo modelo de auditoria dos votos.

Pelo Regulamento Disciplinar da Polícia Militar do Estado de Alagoas, que define e classifica as transgressões militares, os integrantes da PM devem "abster-se, na inatividade, de uso das designações hierárquicas, em atividades político-partidária".

A reportagem do G1 entrou em contato por telefone com o coronel Do Valle, que atendeu a ligação ainda durante o ato na orla. Ele se defendeu dizendo que, por estar sem farda, não vê problema em participar de uma manifestação política.

"Se eu estivesse fardado, usando a farda do Estado, teria problema. Mas eu estou aqui de folga, como cidadão. No dia que eu não puder demonstrar minha indignação como cidadão, aí fica difícil. Na minha folga eu posso fazer isso", afirmou o coronel Do Valle.

A reportagem entrou em contato com assessoria da Polícia Militar às 11h45 e aguarda um posicionamento sobre o assunto.

Em Alagoas há investigações disciplinares em curso contra militares que participaram de ato político ou que se manifestaram em suas redes sociais contra o presidente Bolsonaro.

Os casos mais recentes foram da tenente-coronel do Corpo de Bombeiros de Alagoas (CB/AL) Camila Paiva, que participou de um protesto em junho deste ano, e também da sargento Stephany Domingos, que postou um vídeo em suas redes sociais comemorando que se vacinou contra a Covid. Ela aparece nas imagens segurando uma placa com as frases "viva o SUS", "vacina sim" e "ele nunca".

Coronel Do Valle, da Polícia Militar, sobre tio elétrico na manifestação em defesa do presidente Bolsonaro e a favor do voto impresso

Derek Gustavo/Acta

Em ato a favor do voto impresso em Maceió, alguns manifestantes não usavam máscara de proteção contra a Covid, como determina uma lei estadual

G1

Assista aos vídeos mais recentes do G1 AL

Veja mais notícias da região no G1 AL

Fonte: G1AL

Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI

Comentários

Personalizados