Personalizados
Personalizados
maragogi propagandas
NCN

Homem denuncia que foi impedido de receber 1ª dose da vacina contra Covid em Maceió

Por Naldo Cerqueira em 21/06/2021 às 22:28:29
Empresário de 50 anos consta na lista de vacinação já aplicada em Salvador, mas ele diz que nunca tomou o imunizante. Secretaria de Saúde de Salvador informou que houve um erro de digitação. Homem tem vacina da Covid negada em Maceió

Um homem prestou queixa à polícia depois que foi impedido de tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19, em Maceió. No Sistema Único de Saúde (SUS) consta que ele já foi sido imunizado em Salvador, Bahia.

O empresário José Rosivan Teixeira, de 50 anos, procurou um posto de vacinação na capital no último domingo (20) e, depois de duas horas na fila, descobriu que não poderia ser imunizado.

“Quando cheguei na triagem a moça pegou meus documentos e veio avisar que eu não poderia tomar a primeira dose porque já fui vacinado. Mas como se só chegou agora minha vez? Eu fiquei decepcionado porque chegou aminha vez e eu fui lesado”, conta.

Dados do Sistema Único de Saúde (SUS) mostram que Rosivan foi imunizado no dia 20 de abril em Salvador. Mas nessa data, a imunização ainda não tinha chegado a idade dele para pessoas sem comorbidades.

“Espero que resolvam o mais rápido possível, senão a gente vai ter que tomar nossas providências”, disse.

O empresário trabalha com atendimento ao público e há poucos meses teve um parente que morreu por causa da doença. “Eu me sinto decepcionado. A gente tem um caso na minha casa que minha sogra faleceu há quatro meses de Covid e a gente quer tomar a dose porque é o único meio da gente evitar essa doença”, lamentou.

Depois de ter a vacina negada, ele fez um Boletim de Ocorrência na polícia. O Ministério Público está acompanhando o caso.

“O Ministério Público já tomou conhecimento do fato e já está tomando as medidas necessárias junto a Secretaria Municipal de Saúde ”, o promotor de Saúde, Luciano Romero.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que entrou em contato com a prefeitura de Salvador, que alegou que a situação ocorreu por causa de um erro de digitação no sistema.

“A resolução desse caso não pode acontecer por Maceió. A resolução precisa acontecer por parte do município que fez o registro. A gente precisa que o município faça essa investigação e a exclusão para que de fato ele possa receber a segunda dose “, explicou a diretora de Vigilância em Saúde, Fernanda Rodrigues.

A Secretaria de Saúde de Salvador informou que foi identificado um erro de digitação no cadastro da pessoa que tomou a primeira dose da vacina no lugar do empresário. Disse que a correção está sendo feita para que o CPF seja liberado da base do Governo Federal.

Assista aos vídeos mais recentes do G1 AL

Veja mais notícias da região no G1 Alagoas

Fonte: G1AL

Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI

Comentários

Personalizados