loteria

VÍDEO mostra discussão e ameaça antes de marido matar a esposa dentro de loja em Murici, AL

.

Por Naldo Cerqueira em 15/11/2023 às 10:58:41
Funcionária diz nas imagens que Jeferson agrediu Carla, pegou no pescoço dela e ainda foi para cima dela para agredi-la. Imagens mostram ainda ele quebrando o balcão da loja. VÍDEO mostra discussão e ameaça antes de marido matar a esposa dentro de loja em Murici

Um vídeo gravado por uma funcionária da loja de Carla Janiere da Silva Barros, 24 anos, mostra uma discussão entre ela e o marido antes dela ser assassinada a tiros por ele. Nas imagens, Jeferson Marcos Timoteo discute e ameaça a esposa, além de dar vários socos no balcão e danificar o móvel (veja o vídeo acima). O crime ocorreu na terça-feira (14).

Compartilhe no WhatsApp

Compartilhe no Telegram

O vídeo foi gravado pela funcionária da vítima, identificada como Débora, que pede para que ela continue gravando as agressões e ameaças do marido.

"Eu vou gravar você batendo nela, pegando no pescoço dela. Você queria bater em mim e você veio pra cima de mim pra me bater. Isso é desnecessário", diz a funcionária no vídeo.

Em seguida, o homem retruca e diz: "Desnecessário é você puxar o saco dela e achando que ela é a patroa e que eu sou funcionário". Em determinado momento, Jeferson bate no balcão do estabelecimento e quebra parte dele, mesmo com os apelos da esposa para que ele parasse.

A discussão continua e Carla pede, mais uma vez, que Débora continue filmando, que ela iria levar as imagens para um advogado. É quando Jeferson faz uma clara ameaça e diz: "Você não vai precisar de advogado, pode ter certeza".

Funcionária grava vídeo antes de dona de loja ser assassinada pelo marido em Murici, Alagoasa

Reprodução

O vídeo termina. O momento do assassinato não foi registrado. No Instagram, a funcionária da loja disse que gravou o vídeo como forma de intimidar e que não queria deixar Carla sozinha com medo que ele a matasse.

Ela conta que chamou a vítima para ir embora várias vezes, mas ela não foi. Ela disse que estou a patroa e amiga se ele tinha uma arma e ela não respondeu. Foi quando momentos depois, o homem chega, manda ela sair e faz os disparos. Ele assassinou a esposa com cinco tiros, deitou ao lado do corpo e se fingiu de morto para não ser preso.

O caso será investigado pelo delegado de Murici Mario Jorge Marinho, que deve começar a ouvir testemunhas.

A loja de roupas e acessórios em que a vítima foi morta foi inaugurada há menos de três meses. Janny e o marido também tinham uma loja em Porto Calvo.

Mulher morta pelo marido em Murici, AL

Arquivo pessoal

Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL

Veja mais notícias da região no g1 AL
Comunicar erro

Comentários