Personalizados

Defesa da mulher de PM que matou italiano no Francês, AL, diz que ela não tem participação no crime

Por Naldo Cerqueira em 04/01/2023 às 10:51:34
Segundo a polícia, Karla Kassiana Vanderlei Warumbi Cavalcanti foi presa em flagrante por ter incentivado o marido a cometer o crime. PM aposentado está foragido. Advogado de mulher do suspeito de matar italiano nega a participação dela no crime

O advogado da esposa do policial militar aposentado José Pereira da Costa, 59 anos, que matou a tiros o italiano Fabio Campagnola, 52 anos, na Praia do Francês, litoral Sul de Alagoas, disse que não há comprovação de que ela tenha participado do crime, ocorrido na tarde de terça-feira (3).

Compartilhe no WhatsApp

Compartilhe no Telegram

"Não é possível medir nenhum tipo de participação dela na autoria do fato", disse o advogado Arthur Rodrigues.

LEIA TAMBÉM:

Fábio Campagnola: quem era o italiano assassinado na Praia do Francês, AL

Karla Kassiana Vanderlei Warumbi Cavalcanti foi presa em flagrante e será submetida a audiência de custódia. A defesa disse ainda que não teve contato com o autor do crime. "Eu só tive contato com a família e com a esposa. Ainda não tivemos contato com ele para saber sobre o corrido", explicou.

A delegada Liana Franca, que investiga o caso, disse que vai pedir a prisão preventiva do militar e que ele deve ser indiciado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil. Já a mulher pode ser indiciada no crime como copartícipe.

Italiano Fabio Campagnola foi morto a tiros na Praia do Francês, em Marechal Deodoro, AL

Arquivo pessoal

O crime

Segundo a investigação, a esposa do policial militar queria colocar um carrinho de churros na porta da sorveteria da vítima e não aceitou a resposta negativa. Na noite de segunda (2), a mulher e o italiano discutiram e voltaram a se desentender no dia seguinte. Foi quando ela chamou o esposo para intervir. Os dois discutiram, houve agressão e em seguida, o militar disparou dois tiros contra o empresário italiano.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o italiano Fabio Campagnola foi assassinado. Nas imagens é possível ver a briga entre os dois. Depois ele joga cadeiras da sorveteria na vítima, que reage e agride com socos e chutes o policial. Em seguida, o militar volta e atira. Ele é considerado foragido.

O italiano Fabio Campagnola era proprietário de uma sorveteria no Francês e também sócio de uma lanchonete na Ponta Verde, em Maceió. O empresário tinha 50 anos e deixou um filho de 7 anos, fruto do relacionamento com uma alagoana.

Suspeito de ter cometido crime contra empresário italiano está foragido

Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL

J

Veja mais notícias da região no g1 AL
Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI

Comentários

Personalizados
TV