Estacio
Personalizados
Personalizados

Confira o dia dos candidatos à PresidĂȘncia da RepĂșblica

O primeiro final de semana de campanha eleitoral movimentou a agenda da maioria dos 12 candidatos à Presidência. Neste sábado (20), alguns optaram por...

Por Naldo Cerqueira em 20/08/2022 às 22:26:00

O primeiro final de semana de campanha eleitoral movimentou a agenda da maioria dos 12 candidatos à Presidência. Neste sábado (20), alguns optaram por comício e passeata para ampliar o contato com os eleitores, outros produziram materiais de campanha em sessões fotográficas ou gravações para a televisão.

Ciro Gomes (PDT) esteve em Campo Grande (RJ) para uma caminhada nesta manhã. Ele conversou com a população e, em discurso, afirmou defender um projeto de mudança para superar a fome e o endividamento das famílias. "Quase 70 milhões de brasileiros estão humilhados com o nome sujo no SPC [Serviço de Proteção ao Crédito] e não é porque o povo brasileiro é caloteiro. É porque há 25 anos se cobra a taxa de juros mais imoral e vergonhosa que empobrece o povo", disse o candidato afirmando que irá mudar essa situação se eleito. Ciro percorreu ruas de São Gonçalo (RJ). Ainda hoje, ele se encontra com ativistas e protetores de animais.

Já o Constituinte Eymael (DC) aproveitou o sábado para descansar com a família e não cumpriu agenda oficial.

O presidenciável Felipe D’Avila (Novo) fez gravações para o programa de televisão da campanha eleitoral.

O candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL) esteve na cidade de Rezende (RJ), onde encontrou apoiadores e acenou para carros e motos, no que ele chamou de "sentir a temperatura da população". Em transmissão nas suas redes sociais, Bolsonaro agradeceu a Deus pela missão de ser presidente da República e pediu apoio dos eleitores. “A gente está nessa empreitada buscando a reeleição, se esse for o teu entendimento. Caso contrário, a gente respeita. Mas a nossa democracia, a nossa liberdade acima de tudo”, disse ele.

Leonardo Péricles realizou nesta manhã uma caminhada em Mauá, na região metropolitana de São Paulo, onde apresentou suas propostas para a população. Mais tarde participa, na capital paulista, de um encontro com metroviários e posteriormente percorrerá ruas do bairro Lajeado, na zona leste da cidade.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez o lançamento oficial de sua candidatura em um comício no Vale do Anhangabaú, na capital paulista. Durante sua fala, Lula falou que, se eleito, pretende reajustar a tabela do Imposto de Renda. Ele também prometeu voltar a reajustar o salário mínimo anualmente, acima da inflação. Lula também falou sobre religião. “Quero dizer que eu defendo o estado laico. O Estado não tem que ter religião. Todas as religiões devem ser defendidas pelo Estado. E as igrejas não devem ter partido político porque as igrejas devem cuidar da fé e da espiritualidade”, completou.

O candidato Pablo Marçal (Pros) participou de um “adesivaço” em carros de apoiadores em São Paulo.

Roberto Jefferson (PTB) está em prisão domiciliar e não cumpriu agenda pública.

A senadora Simone Tebet (MDB), candidata do MDB à Presidência participou de um ato em São Paulo batizado de “arrancada da campanha”. Ao lado de políticos, Tebet se apresentou como uma candidata com "ficha limpa". A candidata defendeu a pluralidade no país que hoje, segundo ela, discrimina as minorias. Ela também voltou a dizer que, se eleita, pretende erradicar a pobreza no Brasil e zerar a fila em creches para crianças de três a cinco anos. Neste sábado, a presidenciável também se dedicou à gravação de programas eleitorais para rádio e TV.

A candidata Sofia Manzano (PCB) participou de uma plenária em Duque de Caixas (RJ). Ela apresentou algumas das propostas do campo econômico, que prevê um processo de tributação progressiva, com tributação das grandes fortunas, dos lucros e dividendos que são distribuídos para os acionistas, e tributação acentuada dos bens de consumo de luxo “Quando se diminuem as alíquotas de impostos na cadeia produtiva e coloca a acentuação do processo de tributação na renda e na propriedade, nós permitimos que a distribuição da tributação recaia sobre quem ganha mais, quem tem maiores propriedades, quem consome bens de luxo”, disse.

Soraya Thronicke (União Brasil) esteve pela manhã no Mato Grosso do Sul fazendo o lançamento de sua candidatura em seu estado natal. Ela afirmou em discurso ter como principal proposta o Imposto Único Federal. “Seja de direita, seja de esquerda, seja de centro, temos um problema ainda, que é um problema de todo brasileiro: a nossa economia. Isso dói no bolso do pobre, do rico, de todos. Se a gente resolver a economia, tudo vai ser resolver”, disse ela. A proposta do Imposto Único Federal, elaborado pelo economista Marcos Cintra, prevê a substituição de todos os tributos de natureza declaratória por apenas um.

A presidenciável Vera (PSTU) aproveitou o sábado para fazer uma sessão fotográfica. Para a noite, a candidata tem prevista uma plenária de lançamento de candidaturas de São Paulo, no Sindicato dos Metroviários.

*Matéria em atualização

Fonte: AgĂȘncia Brasil

Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI
Estacio

ComentĂĄrios

Personalizados