Estacio
Personalizados
Personalizados

Vice toma posse como prefeita de Rio Largo, AL, após afastamento do marido, investigado pela PF

Por Naldo Cerqueira em 12/08/2022 às 12:10:35
Alvo da Operação Beco da Pecúnia, prefeito Gilberto Gonçalves foi afastado por 60 dias. Esposa dele, a vice-prefeita Cristina Gonçalves, assumiu o comando do Executivo nesta sexta (12). Cristina Gonçalves, quando foi diplomada como vice-prefeita; agora ela assume o comando da prefeitura no lugar do prefeito cassado, Gilberto Gonçalves, marido dela

Reprodução/Facebook

A vice-prefeita de Rio Largo, Cristina Gonçalves (PP), tomou posse como prefeita na manhã desta sexta-feira (12), após afastamento do marido do cargo, o prefeito Gilberto Gonçalves (PP), investigado pela Polícia Federal na Operação Beco da Pecúnia.

Compartilhe no WhatsApp

Compartilhe no Telegram

O Termo de Posse foi assinado na Câmara de Vereadores do município, onde o presidente da Câmara, vereador Jefferson Alexandre Cavalcante, solicitou que ela fizesse a leitura do Termo de Compromisso, prometendo defender a Constituição e observar as Leis do município.

Antes da posse, segundo a Câmara Municipal, foi feita a entrega da declaração de bens atualizada da primeira dama da cidade, Cristina Gonçalves (PP), que agora passa a responder pela prefeitura.

Enquanto durar o afastamento, determinado pela Justiça por um prazo de 60 dias, Gilberto Gonçalves fica proibido de frequentar órgãos públicos do município, manter contato com os demais investigados e de se ausentar do país.

Operação Beco da Pecúnia

Operação Beco da Pecúnia cumpre 35 mandados de busca e apreensão em Alagoas

Gilberto Gonçalves foi um dos alvos dos 35 mandados de busca e apreensão da Operação Beco da Pecúnia, deflagrada pela Polícia Federal (PF) para investigar possíveis crimes de desvios de recursos públicos federais, lavagem de dinheiro e organização criminosa na prefeitura de Rio Largo.

Ao g1, o advogado de defesa, Fábio Gomes, disse que a Polícia Federal nunca solicitou nenhum documento da prefeitura para comprovação dos crimes investigados.

"Nós recebemos com surpresa a operação de ontem porque é uma investigação que já está aberta há dois anos. A Polícia Federal, desde a instauração do inquérito nunca oficiou nenhum pedido de documento à prefeitura. Mesmo assim a prefeitura encaminhou toda a documentação referente às contratações e pagamentos das empresas e encaminhou ao Ministério Público Federal como também ao Tribunal Regional Federal. A operação foi para recolher documentos que já haviam sido entregues", disse o advogado.

Após a operação, a Câmara Municipal de Rio Largo recebeu a decisão judicial que determinou o afastamento do prefeito e de outros agentes públicos do Município.

Fábio Gomes informou que vai recorrer da decisão. "Nós vamos entrar com um recurso que se chama agravo interno, no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, para discutir o afastamento. Não há nenhuma prova de qualquer tipo de desvio de recursos financeiro", finalizou.

Gilberto Gonçalves pode ter o mandato cassado pela Câmara de Vereadores de Rio Largo.

Prefeito de Rio Largo Gilberto Gonçalves teve o mandato cassado

Reprodução/TV Gazeta

Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL

Veja mais notícias da região no g1 AL
Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI
Estacio

Comentários

Personalizados