Estacio
Personalizados
Personalizados

TJ-AL mantém decisão de levar a júri popular PMs acusados da morte do jovem Davi da Silva

Por Naldo Cerqueira em 08/10/2021 às 15:05:00
Segundo o MP-AL, quatro policiais militares sequestraram, torturaram e mataram o adolescente de 17 anos, em 2014. Davi da Silva, desaparecido desde uma abordagem policial no bairro do Benedito Bentes, Maceió, em 25 de agosto de 2014

Reprodução/TV Gazeta

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) manteve a decisão para levar a júri popular os quatros policiais militares acusados de sequestrar, torturar e matar o adolescente Davi da Silva, em 2014. A decisão da Câmara Criminal do TJ é da última quarta-feira (6).

Davi da Silva tinha 17 anos quando desapareceu após ser abordado pela Radiopatrula em 25 de agosto de 2014, no bairro Benedito Bentes. Segundo o inquérito da Polícia Civil, uma testemunha informou que o jovem foi levado algemado após ser encontrado com uma pequena quantidade de maconha e levado em uma viatura da RP. Desde então, Davi não foi mais encontrado.

Segundo o processo, os acusados são os PMs Eudecir Gomes de Lima, Carlos Eduardo Ferreira dos Santos, Victor Rafael Martins da Silva e Nayara Silva de Andrade, integrantes da guarnição da PM que abordou o adolescente. Eles foram indiciados pelos crimes de tortura, sequestro e cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Os quatro policiais militares dizem ser inocentes.

Militares acusados no sumiço de Davi da Silva são ouvidos em audiência de instrução

Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL

Veja mais notícias da região no g1 AL
Comunicar erro
LOTERIA MARAGOGI
Estacio

Comentários

Personalizados